quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Inscrição para professores 2017

Inscrições para o processo de atribuição de aulas vão até 2 de outubro.

 Professores que querem lecionar no ano letivo de 2017, devem obrigatoriamente fazer o Cadastro Online.

Professores, não efetivos, tem até o dia 02 de Outubro de 2016, para que possam efetivar suas inscrições on line, garantindo assim o direito de participar dos processos de atribuição de aulas.

Para fazer sua inscrição, clique no link INSCRIÇÃO 2017, você será redirecionado à página do GDAE, onde fará a inscrição e já poderá definir a carga horária.

Boa sorte à todos, que o ano de 2017 seja melhor.




quarta-feira, 13 de maio de 2015

Prova mérito 2015 - inscrições abertas.

Pessoal, a partir de 14 de maio 2015 até o dia 30, estão abertas as inscrições para os professores que querem prestar a "prova mérito", para isso é necessário se inscrever no site do GDAE.
Este ano, há algumas diferenças, pois há a ampliação de faixas de evolução salarial, " A partir de agora, poderão participar candidatos que estão na faixa 1 e visam evoluir para faixa 2. Também estão inseridos os que já estão na segunda faixa e pretendem chegar à faixa 3. Por fim, participam os já enquadrados na faixa 3 e que têm como meta alcançar a 4."
Publicarei aqui a bibliografia e alguns resumos, para que possam estudar com mais tranquilidade.
#juntossomosfortes.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Bônus 2015 professores - será pago dia 31/03/2015 - O Bônus 2015 professores, será 42% maior que 2014.

O Bônus, bonificação paga aos funcionários da rede Estadual de Educação de São Paulo, de acordo com as metas pré estabelecidas, neste ano de 2015, será o maior desde a sua instituição, e será pago aos profissionais no dia 31/03/2015.
Neste ano o valor superará 1 bilhão de reais, 42% a mais que o ano anterior, 2014. Embora eu considere a meritocracia muito importante, pois acredito que premiar os melhores, sempre incentiva aos demais a chegar no mesmo nível / objetivo, acredito também que há muito mais o que se fazer na área da educação, é necessário investir na formação continuada dos professores, é preciso estar sempre atualizado, conhecendo novas metodologias educacionais, para que possa, escolher o que melhor se adapta aos seus alunos, ter materiais de qualidade disponíveis, isto é essencial para que as aulas tenham a qualidade que necessitam.
O número de alunos por classe/turma/sala, também é algo preocupante, imagine como um professor que tenha 10 turmas de 45 alunos cada, possa corrigir com total criticidade e atenção as 450 redações / atividades / provas. O ideal seria um número reduzido, para que o professor possa corrigir com criticidade, avaliar melhor seus alunos, e poder planejar aulas que vão de encontro as dificuldades reais daquela turma. Mas quando a quantidade aumenta, a qualidade diminui.
Acredito sim, na meritocracia como forma de melhorar a Educação, mas também em :
* salário melhores (para atrair e manter os talentos);
* Materiais melhores (para alunos e professores);
* Formação de qualidade e formação continuada; (quem não sabe como ensinar só atrapalha)
* Um número menor de alunos por turma; (qualidade x quantidade)
* Maior número de escolas em tempo integral;
* Acompanhamento psicológico aos profissionais de Educação (quase impossível conseguir consulta com psicólogo através do IAMSPE)
* Campanhas de respeito aos profissionais de Educação;

Agradecemos pelo bônus, mas infelizmente, ainda é pouco, mas não queremos mais, na verdade, nós necessitamos urgentemente de mais.

Fernanda Alves.

terça-feira, 24 de março de 2015

Bônus 2015 será o maior!!!!!

O Bônus, bonificação paga aos funcionários da rede Estadual de Educação de São Paulo, de acordo com as metas pré estabelecidas, neste ano de 2015, será o maior desde a sua instituição.
Neste ano o valor superará 1 bilhão de reais, 42% a mais que o ano anterior, 2014. Embora eu considere a meritocracia muito importante, pois acredito que premiar os melhores, sempre incentiva aos demais a chegar no mesmo nível / objetivo, acredito também que há muito mais o que se fazer na área da educação, é necessário investir na formação continuada dos professores, é preciso estar sempre atualizado, conhecendo novas metodologias educacionais, para que possa, escolher o que melhor se adapta aos seus alunos, ter materiais de qualidade disponíveis, isto é essencial para que as aulas tenham a qualidade que necessitam.
O número de alunos por classe/turma/sala, também é algo preocupante, imagine como um professor que tenha 10 turmas de 45 alunos cada, possa corrigir com total criticidade e atenção as 450 redações / atividades / provas. O ideal seria um número reduzido, para que o professor possa corrigir com criticidade, avaliar melhor seus alunos, e poder planejar aulas que vão de encontro as dificuldades reais daquela turma. Mas quando a quantidade aumenta, a qualidade diminui.
Acredito sim, na meritocracia como forma de melhorar a Educação, mas também em :
* salário melhores (para atrair e manter os talentos);
* Materiais melhores (para alunos e professores);
* Formação de qualidade e formação continuada; (quem não sabe como ensinar só atrapalha)
* Um número menor de alunos por turma; (qualidade x quantidade)
* Maior número de escolas em tempo integral;
* Acompanhamento psicológico aos profissionais de Educação (quase impossível conseguir consulta com psicólogo através do IAMSPE)
* Campanhas de respeito aos profissionais de Educação;

Agradecemos pelo bônus, mas infelizmente, ainda é pouco, mas não queremos mais, na verdade, nós necessitamos urgentemente de mais.

Fernanda Alves.

Pais não gostam de ser chamados na escola.

Muitas vezes os pais são chamados na escola, onde seus filhos estudam, por vários motivos, ausências, indisciplina, problemas de saúde, brigas, baixa aprendizagem... Até o pai, mãe ou responsável chegar até a Unidade Escolar, não se sabe ao certo o que ocorreu, por isso é muito importante que os pais ou responsáveis, deixem números de contato sempre atualizados, pois emergências podem ocorrer a qualquer momento.
Mas, o título deste meu artigo, é que os pais não gostam de ser chamados na escola, sim, pois na maioria das vezes, o motivo é a indisciplina do filho, ou melhor, a certeza do fracasso da chamada "educação vinda de casa", pois quando são chamados na escola, percebem que seus filhos, não conseguem conviver em sociedade de forma harmônica, desrespeitam os outros, sejam alunos ou até os profissionais da escola, e isto pode ser humilhante para alguns pais, afinal de mais de 1000 alunos na escola, e apenas o (a) filho (a) dele não consegue se comportar, ou não quer se comportar, entenda se comportar, como seguir as boas regras de convivência.

Acredito que deva ser frustrante esse contato com a escola, em casos de indisciplina, mas além de frustrante, ele é extremamente importante, pois é essencial que os alunos aprendam a conviver em sociedade, respeitando a figura do outro, respeitando as regras, os horários, acontece que quando não ensinamos estes limites e regras às nossas crianças, elas sofrerão na escola e os pais também, sendo chamados sempre, e imagina se isto não for corrigido, como será a vida deste aluno fora dos muros escolares, ou seja, na sociedade mesmo, ele saberá respeitar um idoso? Respeitar a faixa de pedestres? As filas preferenciais?  Os horários de funcionamento das instituições? A sua própria família????
Sim, sabemos que não é agradável ver nossos filhos tendo que ter uma chamada de atenção, mas, mais desagradável, será não fazê-lo e no futuro, ter um delinquente dentro de casa, que não respeita nada, nem ninguém.
Quando alguém da escola chamar, vá de mente aberta, pois pode ser um caso em que o aluno esteja com dificuldades de aprendizagem, e eles lhe proporão alternativas de recuperação, pode ser um caso de problemas de saúde, o aluno pode ter passado mal, ou mesmo o caso da indisciplina, onde você será convidado a colaborar com a escola, na busca de uma formação adequada, onde o aluno aprenda a respeitar e com isso consiga também o respeito de todos.
Lembre-se que a escola não é inimiga da família, pois o objetivo é um só, que este aluno (filho) tenha um futuro brilhante e traga orgulho à todos.

Fernanda Alves.

quarta-feira, 18 de março de 2015

Atenção professores em greve março de 2015

Atenção colegas, por pedido do nosso excelentíssimo sr. Secretário de Educação, todas as escolas são obrigadas a informar as ausências dos professores neste período de greve diariamente, sendo exigido a digitação das ausências no seguinte esquema:

Turno 1, com as informações até às 10hs;
Turnos 2 e 3, com as informações até às 15hs;
  Turnos 4, 5 e 6, com as informações até às 20hs.
 Não sabemos qual a real finalidade deste pedido, prefiro acreditar que seja apenas para conferir quantos professores aderiram a greve, e o quanto isso impactará no cumprimento dos dias letivos, para uma possível reposição de aulas.
Mas, colegas se acharem que não vale a pena, voltem o mais rápido possível para a sala de aula, se não continuem lutando pelo o que acreditam, mas particularmente, acho melhor voltar.

Um abraço
Fernanda.

REMOÇÃO 2015 PROFESSORES PEB I - concurso de remoção 2015 PEB I - Governo do Estado de são Paulo

Olá professores, na data de ontem, dia 17/03/2015, saiu o edital de remoção para Professores de Educação Básica nível I (PEB I), e é claro, vocês podem consultar tudo aqui mesmo neste site, abaixo nós temos o edital, as resoluções e a circular, é só clicar em "mais informações".

Boa sorte.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Seja um professor melhor.


É muito comum, na rede pública de ensino, haver professores que se acham tão "donos do saber", que não aceitam nenhuma crítica de seus alunos. Esta visão o torna "chato", "autoritário", e faz com que suas aulas sejam monótonas, e afaste cada vez mais os estudantes de si.
O Professor deve aprender a ouvir; Sim, com toda certeza, é o professor que domina o conhecimento daquela disciplina, ele definitivamente sabe do que está falando, isto não se nega, mas é importante ouvir os alunos para saber, não o que se está falando, mas a maneira como se está falando. Você, professor, já se perguntou se seus alunos entendem claramente o que diz, como diz... Será que não poderia deixar suas aulas um pouco mais interessante?
Estamos vivendo num mundo tão tecnológico, as informações são trocadas muito rápido e de formas cada vez mais diferentes, porque então devemos nos estagnar e ficar na lousa e giz? 
O site da Universia, traz um artigo sobre a autoavaliação de professores. Vejamos:

Fernanda Alves da Silva.

Professor: aprenda a se autoavaliar e melhore as suas aulas


14/08/2014
Saber se autoavaliar é crucial para dar uma aula cada vez melhor. Entenda por que e aprenda a fazer isso.

Saber a opinião dos estudantes sobre a sua aula é muito importante porque é assim que você conseguirá alinhar os seus objetivos aos deles. No entanto, mais do que pedir feedbacks, é essencial que você, professor,saiba se autoavaliar e descubra por conta própria quais pontos podem ser melhorados.
Uma autoavaliação eficaz é aquela que leva em consideração não só os aspectos práticos, mas também os pessoais. Por exemplo: você se sente feliz com o tipo de aula que dá? Quais aspectos gostaria de melhorar? Se você fosse um aluno, gostaria de assistir a sua aula? Essas perguntas farão com que você descubra como se vê e, assim, consiga evoluir profissionalmente.

Talvez você esteja se perguntando como efetivamente isso ajuda a melhorar as suas aulas. A resposta está no seu cérebro: a partir do momento em que você se pré-dispõe a refletir sobre as suas atividades, passa a estimular o seu cérebro a sempre pensar em melhorias e, assim, percebe os seus esforços e resultados.

Depois de se autoavaliar, não se esqueça de criar uma lista de coisas que você quer conquistar a curto e a longo prazo. É dessa forma que você conseguirá manter o controle sobre as suas atividades, enfrentará desafios e conseguirá estar sempre na sua melhor forma.

Portanto, se você é professor, mantenha o seu senso crítico sempre alerta e busque se autoavaliar com frequência. Assim você não cairá no ostracismo e dará uma aula sempre dinâmica e interessante.


Planeje!!!

Professor: planeje sua semana.

Em meio a tantas atividades e obrigações é muito fácil se perder. Para evitar que isso aconteça, organize-se. Saiba qual é a melhor forma.

A rotina de um professor costuma ser bastante atarefada, certo? São muitas datas para se lembrar, trabalhos para corrigir, passeios para programar e aulas para preparar. Não bastassem essas atividades, você ainda tem deveres fora da sala de aula. Em meio a tantas obrigações, como dar conta de tudo isso? Simples: organize-se.
primeiro passo para administrar bem o seu tempo e dar conta das suas tarefas é fazer um plano de ação para a semana. Monte uma espécie de calendário, estabelecendo quais atividades você deve realizar em cada dia. Independente de onde você o fizer, seja numa cartolina ou no computador, seu calendário deve ser de fácil visualização justamente para facilitar sua rotina.

É também importante que você leve seus objetivos também em conta quando for decidir suasatividades diárias. Por exemplo, você quer melhorar o desempenho dos seus alunos em matemática. Arranje um tempo para planejar uma aula diferente que pode facilitar seu aprendizado.

Adicione nesse calendário, preferencialmente quinta ou sexta-feira, um tempo para que você se organize para realizar as atividades que não puderem ser feitas durante a semana e colocar seu material em ordem. Veja todas as tarefas que foram entregues a você, os lembretes no seu caderno, as planilhas e todo o restante da papelada que acumulou na sua bolsa durante a semana e divida-as de acordo com as prioridades da semana seguinte.

É recomendável que você use a mesma ferramenta para suas tarefas profissionais e pessoais, porque assim você evita marcar compromissos em datas já comprometidas. Por isso, para não cometer esse erro, coloque nesse mesmo calendário ou lista de tarefas todas as suas reuniões com pais, consultas médicas e avaliações.

Por fim, determine o que você fará no seu tempo-livre: lazer, responder e-mails, tarefas de casa, etc. Organize-os de forma que você saiba o que fará antes da aula, nos intervalos e depois de deixar a escola.

Estruturar sua rotina detalhadamente deve facilitar seu dia-a-dia Não se esqueça, porém, que talvez você não dê conta de tudo. Por isso, mude sua lista de atividades se você perceber que planejou mal ou se algo inesperado ocorrer. Mesmo que você faça alterações no seu plano de ação, o importante é que você não se perca em meio a suas tarefas. Como ficou seu calendário?


Há só um tipo de aula??

Descubra o tipo de aulas ideal para os seus alunos


Um bom professor deve adequar as suas aulas de acordo com a necessidade dos alunos. Mas, como descobrir qual é ela? Aprenda.

Bons professores costumam elaborar aulas mais atraentes aos seus alunos e, com esse objetivo, tentam entender as necessidades particulares de cada sala. Para que isso ocorra de forma eficiente, é essencial que osdocentes sejam capazes de perceber o perfil dos alunos, e isso pode ser feito por meio de algumas atividades.


Experimente, por exemplo, dividir a sala em grupos e pedir para que eles respondam a algumas perguntas, como:

- Você acha que a tecnologia poderia ser usada na aula? De que forma?
- Você sente que as aulas podem melhorar a sua vida?
- O que você considera uma boa aula?
- O que uma aula precisa ter para que você a entenda e goste dela?
- O que você gostaria de aprender?

Por meio das respostas de perguntas como essas, você conseguirá entender melhor as expectativas e necessidades da sua classe e, assim, adaptará a sua aula de acordo com elas.

Caso você ache que mesmo em grupo os alunos poderão se sentir tímidos para responder às questões, tente outras formas! Você pode fazer um questionário no Google Focs, no qual todas as respostas serão anônimas, propor dinâmicas em sala, cartazes, etc. Use a sua criatividade!

Ao adaptar as suas aulas para o perfil dos seus alunos, você perceberá que o conteúdo será muito melhor aproveitado e que as suas aulas serão mais atraentes. Experimente!



terça-feira, 28 de outubro de 2014

FVC lança livro ‘O dia a dia do professor’
Publicação inédita foi feita em parceria com a Editora Nova Fronteira
FVC lança livro ‘Dia a dia do professor’ Foto: Reprodução
Chegou às livrarias em setembro "O dia a dia do professor: como se preparar para os desafios da sala de aula", publicação que traz dicas e orientações de diversos especialistas em Educação. O projeto é o primeiro fruto da parceria com a Editora Nova Fronteira e reúne informações úteis tanto para professores iniciantes como para aqueles com muitos anos de carreira.